Ao lado de investigados, Dodge toma posse e diz que povo brasileiro “não tolera a corrupção”

In Galeria de Fotos

Primeira mulher a assumir o cargo de procuradora-geral da República, Raquel Dodge tomou posse na manhã desta segunda-feira (18), na cadeira que foi ocupada nos últimos quatro anos por Rodrigo Janot.

Em sua fala de oito minutos na cerimônia de posse, a nova chefe do Ministério Público prometeu defender a democracia, zelar pelo bem comum e meio ambiente e garantir que ninguém esteja “acima da lei”.

A cerimônia de posse contou com a presença de familiares e amigos de Raquel Dodge, integrantes do Ministério Público, magistrados e políticos. Ao lado de investigados como Michel Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Dodge fez seu primeiro discurso como procuradora-geral da República. A nova chefe do Ministério Público disse que “o Brasil seguirá em frente” porque o povo brasileiro “acompanha investigações e julgamentos” e “não tolera a corrupção”.

Nova responsável pela condução da Operação Lava Jato, Raquel Dodge não mencionou diretamente as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras e em outros órgãos públicos. E apesar da ausência de Janot na cerimônia, ela fez um rápido cumprimento ao seu antecessor “por seu serviço à Nação”. Raquel Dodge chefiará a PGR pelos próximos dois anos.

Antes de deixar o posto de procurador-geral da República, Janot denunciou mais uma vez o senador Agripino Maia, presidente nacional do DEM – um dos recordistas em acusações de roubalheira no Brasil. O teor da acusação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal na quarta-feira (13) não foi revelado, mas teve como base as investigações da midiática Lava-Jato.

Numa atitude, no mínimo,  polêmica,  a sucessora de Janot já decidiu afastar Rodrigo Telles, responsável pela investigação contra o líder do DEM, e ainda nomeou como seu vice o primo de Agripino Maia. As informações são da revista Época,  em matéria publicada no sábado (16).

Confira trechos da reportagem:

*****

A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, quebrou o compromisso público de manter os integrantes do grupo de trabalho da Lava Jato que se dispusessem a permanecer na PGR após a saída de Janot. Em portarias que serão publicadas no começo desta semana, a que ‘Época’ teve acesso, ela exclui os procuradores Rodrigo Telles e Fernando Antonio de Alencar, dois dos principais investigadores da operação.

Ambos já haviam manifestado intenção de ficar, tanto formalmente quanto em contatos informais com o grupo da nova procuradora-geral – e haviam recebido a confirmação de que prosseguiriam nas investigações. Os dois foram surpreendidos com a informação oficiosa, neste sábado, de que estão fora da Lava Jato. O procurador José Alfredo de Paula, novo coordenador da Lava Jato na PGR, confirmou a eles que ambos estão excluídos das investigações. Dodge toma posse nesta segunda. O presidente Michel Temer prometeu comparecer ao evento.

A exclusão de Telles é especialmente significativa. Além de participar de quase todos os casos da Lava Jato na PGR, o procurador destacou-se por liderar as investigações contra o senador José Agripino, presidente do DEM e aliado de Temer. No ano passado, Telles comandou a investigação que resultou numa denúncia por corrupção passiva contra Agripino. O senador foi acusado de pedir propina de R$ 1 milhão a um empresário que detinha contratos com o governo do Rio Grande do Norte. Entre as provas, há áudios que implicam fortemente Agripino, na avaliação dos investigadores. O caso permanece em sigilo, por decisão do ministro Ricardo Lewandowski, que o relata no Supremo.

De Brasília,  Ruth de Souza  – Portal CTB (com Agências)

You may also read!

CTB Bahia realiza o 2º Encontro Estadual de Comunicação

A CTB Bahia está convocando todos para o 2º Encontro Estadual de Comunicação, que será realizado no dia 28

Read More...

SECIR FAZ 26 ANOS DE HISTÓRIA E LUTA!

O SECIR (Sindicato dos Comerciários e Comerciárias de Irecê e Região), completa hoje 26 anos de história. A data

Read More...

TV CTB lança campanha nacional “Sindicato forte é a sua melhor proteção”

Na última sexta (11), durante a 18ª Reunião da Direção Executiva, a CTB apresentou campanha nacional em defesa dos

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu